Catálogo

Cenários da indústria cultural: Corpo negro, cultura e capoeira

Autor: Muleka Mwewa
Categoria: Diversidade Cultural
Idioma: Português
Páginas: 116
Editora: Nova Harmonia
Preço: R$ 20,00

Sinopse:
A partir da Teoria Crítica da Escola de Frankfurt, Muleka Mwewa desenvolve neste livro cinco ensaios que problematizam o conceito de cultura, referenciando-se na cultura dita popular. Em Corpos, cultura, paradoxos: observações sobre o jogo de capoeira, dedica-se à reflexão sobre elementos que compõem o jogo de capoeira, buscando sua inserção em alguns dos registros da cultura negra, seus impasses e paradoxos. Em E quem sabe sonhar os meus sonhos..., o autor investiga o caráter de agregação personificado por Agenor de Oliveira, o Cartola (1908-1980) no documentário Cartola, de Lírio Ferreira e Hilton Lacerda (2007). "Pode-se dizer que Cartola se configura como um suheito que, para conservar a sua 'sobrevivência' no mundo do Samba, no qual adentrou, elabora mecanismos próprios para agregar em torno de si as pessoas com quem compartilhava o gosto por esse Samba. Cartola, através do Samba, figura como um protótipo do sujeito livre ao radicalizar a tensão que se configura naquele que encarna a materialidade da resistência, da disputa e da negociação, com os dispositivos de enquadramento social. Sujeito que reverte pré-conceitos que tenderiam a classificá-lo do termo. Os 'fracassados' são, geralmente, destinados à margem da sociedade e é a partir desta margem que Cartola entrou para a história nacional", repara o autor. O ensaio Jamacy e os caçadores de veado, analisa, a partir do filme Madame Satã, de Karin Aïnouz, aspectos da representação social do corpo do personagem João Francisco dos Santos, interpretado pelo ator Lázaro Ramos.

Destaques